“Vão”

Hoje foi um daqueles domingos de morosidade total. Teria sido um dia lindo pra trabalhar no disco se meu microfone não tivesse sido vítima de olho gordo e parado misteriosamente de funcionar. #fail

Mas mesmo assim não desisti e conseguir terminar “Vão”, que teimava em não sair do mesmo par de estrofes. Fechei uma estrutura bacana, com uma ponte e um arranjo que remete a Beatles e Pink Floyd. #weird

Mostrei uma demo pros meus pais. Meu pai disse que era provavelmente a minha melhor música. Minha mãe disse que era provavelmente a minha música mais triste. Gostei dos dois extremos.

Com isso contabilizo nove músicas terminadas em português. Algumas – principalmente “Deus Ex Machina” – ainda precisam de ajustes, mas nada muito grave. O resto do disco vai ser um encaixe complicado de músicas em inglês feitas nos últimos anos. O maior problema vai ser decidir quais. =/

Mais em breve.

Gui